terça-feira, 24 de abril de 2012

Mostra FUTECINE - Convergência de Paixões


De 24 de abril a 03 de maio, o Convergência Colorada em parceria com o CineBancários e SindBancários promove a mostra FUTECINE - Convergência de Paixões, com uma série de filmes com a temática do futebol, exibidos em diferentes horários. A entrada é franca. 

No dia 28 de abril, às 16 horas, acontece um debate sobre a relação entre futebol e cinema, com a presença do cineasta Giba Assis Brasil, Sérgio Xavier, diretor de redação da revista Placar e Luiz Zini Pires, colunista de Esportes do jornal Zero Hora.

O CineBancários fica na rua General Câmara, 424 em Porto Alegre. A promoção tem apoio do Clube de Cinema, blog Impedimento e Perestroika Escola de Atividades Criativas



* Garanta sua reserva na sessão desejada enviando e-mail para conv.colorada@gmail.com, com seu nome, RG, dia e horário do filme a ser reservado. As solicitações podem ser feitas até 2 dias antes da data do filme. Confirmada a reserva, o ingresso de entrada poderá ser retirada no local até 15 minutos antes da sessão.

Programação

24 de abril - terça-feira
15h - À procura de Eric
17h - Boleiros, era uma vez o futebol
19h - Abertura e coquetel
20h - Rudo e Cursi

25 de abril - quarta-feira
15h - Programa de Curtas: Futebol, Paixão Nacional
17h - Maldito Futebol Clube
19h - Linha de Passe

26 de abril - quinta-feira
15h - 1958- o ano em que o mundo descobriu o Brasil
17h - À procura de Eric
19h - Boleiros, era uma vez o futebol

27 de abril - sexta-feira
15h - Rudo e Cursi
17h - Programa de Curtas: Futebol, Paixão Nacional
19h - Maldito Futebol Clube

28 de abril - sábado
14h - Linha de Passe
16h - DEBATE: Futebol e Cinema, convergência de paixões.
Com Sérgio Xavier, diretor de redação da revista Placar, Luiz Zini Pires, colunista de Esportes do jornal Zero Hora e Giba Assis Brasil, cineasta. Moderação: blog Impedimento.
19h - 1958- o ano em que o mundo descobriu o Brasil

29 de abril - domingo
15h - Boleiros, era uma vez o futebol
17h - Rudo e Cursi
19h - À procura de Eric

1º de maio - terça-feira
15h - Programa de Curtas: Futebol, Paixão Nacional
17h - 1958- o ano em que o mundo descobriu o Brasil
19h - Linha de Passe

2 de maio - quarta-feira
15h - À procura de Eric
17h - Boleiros, era uma vez o futebol
19h - Maldito Futebol Clube

3 de maio - quinta-feira
15h - Rudo e Cursi
17h - Linha de Passe
19h - 1958- o ano em que o mundo descobriu o Brasil




Trailers e sinopses

1958- o ano em que o mundo descobriu o Brasil, de José Carlos Asbeg (Brasil, 2008, 88min, documentário)
A história do primeiro título mundial do futebol brasileiro contada pelos próprios protagonistas. Entrevistas com João Havelange, Paulo Planet Buarque, Luiz Mendes, Mário de Moraes, João Máximo, Luiz Carlos Barreto, Villas-Bôas Corrêa, Just Fontaine, Raymond Kopa, Roger Piantoni, Nils Liedholm, Agne Simonsson, Kurt Hamrin, Victor Tsarev, Mel Charles, Helmut Senekowitsch, Tommy Banks, Sigvard Parling, Paulo Amaral, Mário Trigo, Orlando Durate, Flavio Costa, Gösta Löfgren, Giuliano Sarti, Terry Medwin, Lennart JoHansson, Bengt Agren, Bo Hansson, Anatolji Iljin, Nikita Simonian, Vladimir Kessarev, Johann Buzek, Lars-Gunnar Björklund, Brian GlanVille, Owe Ohlsson e Torsten Lindberg.

À procura de Eric, de Ken Loach (Bélgica, espanha,França,Gra-Bretanha,Itália, 2009, 116min, ficção)
Eric Bishop (Steve Evets) é um carteiro que sente que sua vida está sendo desperdiçada. Ele não consegue enfrentar Lily (Stephanie Bishop), sua esposa, por quem se apaixonara há 30 anos. Apesar de seus esforços para reagir, nada dá certo. O único jeito de relaxar é fumando um baseado, o que faz com que tenha ilusões com o ex-jogador de futebol Eric Cantona. Assim, Eric passa a receber conselhos de seu novo amigo, que lhe ajuda a superar o momento difícil que atravessa.


Boleiros, era uma vez o futebol, de Ugo Giorgetti (Brasil, 1998, ficção, 97 min)
Num típico bar paulistano, com fotos de jogadores espalhadas pelas paredes, um grupo de homens tem algo em comum: todos são boleiros, profissionais e ex-profissionais do futebol. Eles costumam se reunir ali para falar sobre jogos, atletas, times e juízes. Dessas conversas surgem lembranças de fatos e personagens insólitos do futebol, num clima de nostalgia debochada. Os episódios são tão familiares e, relatados com tanta habilidade, que acabamos nos convencendo de que todas as pessoas realmente têm uma hostória que vale a pena conhecer, só precisam aprender a contá-la.



Linha de Passe, de Walter Salles (Brasil, 2008, 113min, ficção)
No coração de uma das maiores metrópoles do mundo, quatro irmãos tentam reinventar suas vidas. Reginaldo, o mais novo, procura obstinadamente seu pai, que nunca conheceu. Dario, sonha com uma carreira como jogador de futebol profissional. Dinho, frentista em um posto de gasolina, busca na religião o refúgio para um passado obscuro. Dênis, o mais velho, é pai e ganha a vida como motoboy. No centro desta família está Cleuza, 42 anos, grávida do quinto filho. Ela trabalha duro como empregada doméstica enquanto luta para manter os filhos na linha. Para sobreviver à brutalidade de uma cidade onde as oportunidades se afunilam, eles só podem contar um com o outro.

Maldito Futebol Clube, de Tom Hooper (Reino Unido, 2009, 97min, ficção)
Cinebiografia de Brian Clough (Michael Sheen), um dos principais artilheros do futebol inglês. O longa foca seus 40 dias como técnico do Leeds United (20 de julho a 13 de setembro de 1974), no qual ele foi crítico ao estilo duro de jogo e hostil ao técnico anterior, Don Revie (Colm Meaney). Meses depois, iniciaria uma vistoriosa trajetória no Nottingham Forest, minúscula equipe britânica.


Programa de Curtas: Futebol, Paixão Nacional (Programadora Brasil. 108 min)
Neste programa de curtas-metragens, o binômio futebol e cinema é considerado estratégico para a construção de um sentimento de nacionalidade brasileira. Os seis filmes não só focam o futebol como demonstram a enorme contribuição oferecida pelo esporte nacional para a história social, política e econômica do país. Embora diferenciados em seus formatos e linguagens – uns são genuinamente documentários, outros ficcionais – todos tratam de uma questão crucial para o pensamento filosófico popular brasileiro: o futebol é o ópio do povo? Além disso, os filmes apontam para questões exóticas, idiossincráticas e epifenomenais produzidas pelo futebol, pela ótica de quem constrói o cinema brasileiro e tem amor pela pelota. Filmes: Barbosa de Ana Luiza Azevedo e Jorge Furtado , RS, 1988, Ficção, Colorido, 13 min.; Gaviões de André Klotzel, SP, 1981, Documentário, Colorido, 25 min.; Loucos de futebol de Halder Gomes, CE, 2007, Documentário, Colorido, 22 min.; Mauro Shampoo - jogador, cabeleireiro e homem de Leonardo Cunha Lima e Paulo Henrique Fontenelle, 2006, Documentário, Colorido, 22 min.; O mundo segundo Silvio Luiz de André Francioli, SP, 2000, Experimental, Colorido, 6 min. Rádio gogó, de José Araripe , BA, 1999, Ficção, Colorido, 20 min.


Rudo e Cursi, de (México e EUA, 2008, 110min,ficção)
Gael García Bernal e Diego Luna repetem a parceria bem-sucedida frente às câmeras de E Sua Mãe Também nesta comédia dramática. Toto (Gael García Bernal) e Beto (Diego Luna) são dois irmãos que vivem uma relação de amor e ódio enquanto competem por um espaço no mundo do futebol profissional.