terça-feira, 25 de setembro de 2012

Convergência participa do II Congresso Internacional de Futebol

O movimento Convergência Colorada participou do II Congresso Internacional de Futebol, que aconteceu em Porto Alegre nos dias 21 e 22 de setembro, numa realização do Instituto Nacional do Esporte, Educação e Saúde. A primeira edição do evento havia sido realizada em 2005, onde reuniu-se alguns dos mais renomados cientistas do esporte mundial.

Os convergentes Nolci Santos, Írio Varella, Mirella Ferrari, 
Adir Rodrigues e Marcos Marino, além de Márcio Abreu, 
acompanharam a programação do evento.

O II Congresso Internacional de Futebol e seu evento paralelo I Fórum de Medicina no Futebol debateram em altíssimo nível diversos temas, em apresentações feitas por diferentes profissionais envolvidos diretamente com o futebol, como: 
  • Altamiro Bottino (fisiologista do Botafogo)
  • André Guerreiro (presidente do Comitê Gaúcho de Esporte de Traumatologia e Artroscopia)
  • Antonio Carlos Gomes (representante do COB)
  • Daniel Cravo de Souza (diretor jurídico do Internacional)
  • Élio Carravetta (coordenador da Preparação Física do Internacional)
  • Fábio Krebs (médico das categorias de base da CBF)
  • Felipe Ximenes (gerente de Futebol do Coritiba)
  • Gustavo Koch Pinheiro (advogado do Grêmio)
  • Juliane Fechio (psicóloga do Santos)
  • Katiuce Borges (nutricionista do Grêmio)
  • Marcio Faria Corrêa (preparador físico do Criciúma)
  • Marcio Tannure (médico do Flamengo)
  • Newton Drummond (Gestor e Consultor Desportivo)
  • René Simões (diretor técnico das categorias de base do São Paulo)
  • Rodrigo Caetano (Diretor Executivo de Futebol do Fluminense)
  • Rogério Luiz Braun (agente licenciado pela CBF)
  • Rogério Maia (preparador de Goleiros Sel. Brasileira Sub 20 e Coritiba)
  • Rui Costa (membro da Comissão de Direito Desportivo da OAB-RS e ex-dirigente de Futebol Grêmio)
  • Serafim Borges (médico da Seleção Brasileira e do Flamengo)
  • Thiago Correa Duarte (analista de desempenho do Sport)
  • Túlio Menezes (fisioterapeuta com passagens pelo Internacional e CSKA da Rússia), entre outros
Um tema bastante debatido e muito enfatizado foi a evidência da necessidade de uma gestão cada vez mais profissional para os clubes. Um clube organizado é um clube bem administrado. E somente uma gestão profissional permite que todos os departamentos sejam sempre integrados, como categorias de base, jurídico, comunicação, etc. As propostas de gestão como governança corporativa, conselho de administração e diretoria executiva, presentes no plano de gestão do Convergência Colorada, foram citadas por diferentes palestrantes.

O Congresso serve para reafirmar que o Convergência Colorada defende para administrar um clube profissionalmente. Na análise feita pelos convergentes participantes do evento, foi considerado relevante também a importância que se dá hoje para um time de futebol ter um Centro de Treinamento (CT) padrão, em que trabalhem diversos profissionais como médico, assistente social, psicólogo, nutricionista, fisiologista, fisioterapeuta, preparador físico, pois hoje, futebol não é só talento individual, é ciência. 

Vários especialistas envolvidos palestraram sobre a importância do departamento médico e da equipe multidisciplinar para se conseguir uma melhoria no preparo físico e na prevenção de lesões. Sempre lembrando que o atleta deve ser preparado e tratado individualmente e com todos exames e tecnologias disponíveis hoje, tornando-se essa uma obrigação do clube. O cuidado do atleta inicia nas categorias de base, continua no profissional e envolve desde medidas simples como a dieta, hidratação, fisioterapia preventiva, descanso extra-campo, acompanhamento psicológico e de assistente social, até o uso de tecnologias, como o GPS. Foram apresentadas muitas novidades envolvendo o cuidado com o atleta, com destaque para as medidas preventivas de lesões.